Tuesday, August 01, 2006

Uma leitura especial para pais, mães, irmãos e todos!

Recebi agora o texto que transcrevo.
Fiquei a pensar muito quando o li e nas muitas crianças que conheço que talvez pensassem o mesmo que esta criança...


QUERO SER UM TELEVISOR
A professora Ana Maria pediu aos alunos que fizessem uma redacção e nessa redacção o que eles gostavam que Deus fizesse por eles.
À noite, ao corrigir as redacções, ela deparou-se com uma que a deixou muito emocionada.
O marido, ao entrar em casa viu-a a chorar e pergunta: "O que aconteceu?"
Ela respondeu: "Lê".
Era a redacção de um menino.
"Senhor, esta noite peço-te algo especial: transforma-me num televisor. Quero ocupar o lugar dele. Viver como vive a TV da minha casa.
Ter um lugar especial para mim, e reunir minha família ao meu redor...
Ser levado a sério quando falo... Quero ser o centro das atenções e ser ouvido sem interrupções e sem perguntas.
Quero receber o mesmo cuidado especial que a TV recebe quando não funciona.
Ter a companhia do meu pai quando chega a casa, mesmo que esteja cansado.
E que minha mãe me procure quando estiver sozinha e aborrecida, em vez de me ignorar. E ainda que os meus irmãos "briguem" para estar comigo.
Quero sentir que a minha família deixa tudo de lado, de vez em quando, para passar alguns momentos comigo.
E, por fim, que eu possa divertir todos.
Senhor, não te peço muito...
Só quero viver o que vive qualquer televisor!"
Naquele momento, o marido de Ana Maria disse: "Meu Deus, coitado desse menino. Que descuido o desses pais".
E ela responde-lhe:
"Essa redacção é do nosso filho".

3 Comments:

Anonymous Marta said...

Terrível mas muito verdade! Quantos filhos se sentem profundamente sós? A vida é complicada e nem sempre estamos muito atentos...

Bjs,

2:42 AM  
Blogger Alvaro Gonçalves said...

Oi meu anjo,

Esta história mostra exactamente o acontece com nossos filhos quando ignorados e passados para trás por causa de um mero objecto.
Eu pessoalmente já a conhecia à bastante tempo, até a cheguei a publicar em meu blog, mas é sempre bom que muitos a leiam para que saibam o que se passa nessas cabecinhas de anjo.
Bjokas mil xi - corações.

1:13 PM  
Anonymous Cris said...

Não conhecia esta história mas, infelizmente, é a realidade de muitas famílias! Eu tenho dois filhos e tento dar-lhes toda a atenção que posso mas, ainda assim, sinto que deveria dar mais... e depois de ler o teu post, volto a questionar - não poderemos, nós pais, abdicar ainda mais do nosso "precioso"(?) tempo em favor daqueles que mais amamos?
Um beijo ;)

4:48 PM  

Post a Comment

<< Home