Saturday, January 28, 2006

O MEDO

"O nosso medo mais profundo não é o de não sermos bons o suficiente. O nosso medo mais profundo é o de sermos poderosos além das medidas. É a nossa luz, e não a nossa escuridão, o que mais tememos. Por isso nos perguntamos: Quem somos para nos considerarmos brilhantes, maravilhosos, talentosos, fabulosos? Nós somos crianças de Deus. A nossa falsa humildade não vai servir o mundo. Não há nada de iluminado nesse encolher-se para que outros não se sintam inseguros à nossa volta. Estamos todos aqui para irradiar como fazem as crianças e à medida que deixamos a nossa luz brilhar, inconscientemente damos aos outros permissão para que brilhem também. À medida que nos libertamos do nosso próprio medo, a nossa presença, automaticamente liberta outros para que façam o mesmo."

Nelson Mandela

5 Comments:

Blogger margusta said...

Querida Luz Dourada,
...gostei muito do texto...dá para reflectir, mas sou muito suspeita para falar de medos...pode ter-se medo de tanta coisa....
Beijinhos e bom fim de semana.

1:49 PM  
Blogger mixtu said...

não conhecia o texto... muito bonito, tive que o ler por dus vezes
saludos

5:22 AM  
Anonymous sophia said...

Oh luzinha nem imaginas como o teu texto veio a propósito para a minha vida!!

um beijinho cheio de luz!
Obrigada por brilhares!

10:56 AM  
Blogger xana said...

Olá Luz dourada, eu vim apenas para te dizer um olá e acabei por me "sentar "e demorar um pouquinho para ler estas palavras.
Obrigada.

Um abraço terno.

4:29 PM  
Anonymous Marta said...

Se calhar foi este sentimento que proporcionou ao Mandela a chance de ter ganho a imortalidade! Concerteza nem medo de morrer ele alguma vez teve e nós vivemos cercados dos nossos próprios medos e dos acréscimos que ainda lhes pomos!
Beijinho,

6:27 AM  

Post a Comment

<< Home