Thursday, June 26, 2008

Pensamentos de árvores

Que o vento me açoite

Que o mundo me leve,

Que a brisa me toque,

Sou árvore...sou breve...

Não sei dizer como,
Não sei, nem porquê...
Fui erva, fui flôr...
Fui fruto maduro
Sou porto seguro.

Monday, June 16, 2008

video

Thursday, June 12, 2008

Desespero

De te amar assim no desespero
dos meus verdes anos desta espera,
já nem sei se é sonho, se quimera,
aquilo que penso, aquilo que quero.
Escrevo como quem procura o sol
e só na noite vê alguma luz,
que neste estar assim de desespero
nem espero e já nem sei bem
se ainda te quero.
Se isto é loucura simplesmente,
peço aos deuses que lá dos seus olimpos
tirem a carga de que me sustento
pois já não sinto alento...
Vou dormir...
E esperar que chegue a luz...